Voltar

Informativo Diário

07/06/2021

EM RITMO DE FERIADO, SOJA TEM DIA DE PREÇOS MISTOS E COMERCIALIZAÇÃO SEGUE LENTA

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana calmo nas principais praças de negociação do país. Em ritmo de feriado, apesar dos ganhos acentuados em Chicago, a oleaginosa teve uma sessão de preços regionalizados e escassez de oferta. A moeda norte-americana enfileirou a terceira queda consecutiva, impedindo uma alta mais consistente dos preços físicos e contribuindo para a lentidão do mercado.

RS: dia de alta nos preços e mercado calmo no estado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicações de compra entre R$ 174,50 e R$ 175,50 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 173,50. No interior do estado, comprador indicando entre R$ 168 e R$ 169 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: preços avançando no estado e mercado bastante lento. Para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicações nominais de compra entre R$ 174 e R$ 175 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações nominais de compra na faixa de R$ 169 por saca para embarque e pagamento em meados de junho deste ano, porém sem lotes significativos comercializados.


CHICAGO(CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no óleo, e mistos no farelo na sexta-feira. Nas posições spot, ganhos de 2,22% no grão, de 1,17% no farelo e de 3,61% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato julho/21 do grão atingiu a máxima de US$ 15,87 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 15,8375 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 31,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento agosto/21 operava com ganhos de 29,5 pontos, com negócios a US$ 15,3375 por bushel.

• O mercado subiu mais de 2%, encerrando perto das máximas do dia e ampliando a valorização acumulada na semana para mais de 3%.

• O comportamento dos preços foi definido pelo "mercado de clima". Os mapas apontam para clima seco e temperaturas elevadas para o Meio Oeste americano nos próximos dias, o que poderia prejudicar o potencial produtivo das lavouras americanas, em fase final de plantio e início de desenvolvimento.

• Este cenário deflagrou um forte movimento de compras por parte de fundos e especuladores, buscando proteção frente ao final de semana. As exportações semanais americanas não impactaram sobre as cotações. Contando as duas temporadas, as vendas líquidas ficaram em 198 mil toneladas. A previsão do mercado oscilava entre um número negativo de 100 mil e 600 mil toneladas.


CHINA O governo chinês negou que funcionários do Instituto de Virologia de Wuhan adoeceram antes de a covid-19 se tornar uma pandemia. A suspeita surgiu depois que históricos médicos foram divulgados pelo principal especialista em doenças infecciosas da Casa Branca, o doutor Anthony Fauci. "O Instituto de Virologia de Wuhan declarou em 23 de março deste ano que não enfrentou a covid-19 até 30 de dezembro de 2019. Até hoje, nenhum funcionário do instituto contraiu a infecção pelo novo coronavírus", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em queda de 0,94% no mercado à vista, cotado a R$ 5,0360 para venda, engatando a terceira queda seguida e renovando o menor valor de fechamento de 2021, acompanhando o otimismo externo e local mais positivo com o mercado reagindo aos números abaixo do esperado da criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos, em maio. O diretor superintendente de câmbio da Correparti, Jefferson Rugik, reforça que com o relatório de empregos norte-americano, o payroll, apontando uma abertura de novas vagas de trabalho menor do que a esperada (559 mil postos de trabalho ante expectativa de abertura de 663 mil vagas) afasta, por enquanto, a possibilidade de o Federal Reserve (Fed, o banco central norteamericano) retirar os estímulos da economia do país.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax