Voltar

Informativo Diário

15/09/2021

PREÇOS AVANÇAM E SOJA REGISTRA NEGÓCIOS MODERADOS NO FÍSICO

Na terça-feira, o mercado interno de soja apresentou melhor movimentação nas principais praças de negociação do país. Em sessão volátil, a commodity iniciou o pregão com ganhos de até 8,50 pontos nos principais vencimentos, porém na parte da tarde reverteu e fechou com ligeiros ganhos. Já o câmbio operou estável durante boa parte da sessão, encerrando com ligeiros ganhos. No melhor momento do dia os preços avançaram no físico, possibilitando melhores negócios. Rumores apontam pelo menos 50 mil toneladas de soja trocando de mãos no país.

RS: preços firmes no estado e negócios moderados reportados. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de outubro, indicações até R$ 175 por saca CIF. No interior do estado, indicações até R$ 170 por saca FOB para embarque e pagamento dentro do mês de setembro.

PR: mercado calmo e cotações avançando no estado. Para embarque em fevereiro/22 e pagamento em meados de abril/22, indicações entre R$ 158 e R$ 159 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações de compra até R$ 168,50 por saca para embarque e pagamento em meados de outubro, porém sem contrapartida de venda.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, em queda no farelo e em alta no óleo na terça-feira. Nas posições spot, ganhos de 0,31% no grão e de 1,57% no óleo, e perdas de 1,01% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/21 do grão atingiu a máxima de US$ 12,9750 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,8250 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 11 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/22 operava com ganho de 1,25 ponto, com negócios a US$ 12,9925 por bushel.

• O mercado sofre pressão sazonal da proximidade da colheita nos Estados Unidos e da entrada de uma safra cheia. As perdas foram limitadas pelos sinais de demanda aquecida pelo produto americano.

• Para amanhã, as atenções do mercado se voltam para o número da Associação Norte-Americana de Processadores de Óleos Vegetais (NOPA) para o esmagamento de agosto. O mercado aposta em 154,18 milhões de bushels. Seria um número 0,6% menor que o de julho e 6,6% inferior ao de agosto do ano passado.


CHINA A China reportou 59 casos de transmissão local de covid-19 em um dia, todos eles na província de Fujian, no sudeste do país, de acordo com dados divulgados pela Comissão Nacional de Saúde. Deste total, 32 infecções foram reportadas em Xiamen, 24 em Putian e 3 em Quanzhou, incluindo 12 casos confirmados convertendo-se de casos assintomáticos, diz a Comissão, em comunicado. Já os casos importados somaram 33 em um dia.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em R$ 5,2580, com alta de 0,67%. A moeda-norte americana foi impactada principalmente pelo discurso do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, alegando que a taxa básica de juros irá subir até onde for necessário, porém sem sobressaltos a cada indicador divulgado. De acordo com o economista da Guide Investimentos, Alejandro Ortiz, "a fala de Campos Neto praticamente cravando um aumento de 100pp na Selic (taxa básica de juros) surpreendeu o mercado, já que as expectativas giravam entre 125 e 150 pontos".


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax