Voltar

Informativo Diário

05/05/2021

ACOMPANHANDO CHICAGO E DÓLAR, PREÇOS AVANÇAM E MELHORES NEGÓCIOS SÃO REGISTRADOS NO PAÍS

Na terça-feira, o mercado interno de soja apresentou melhor movimentação nas diversas praças de negociação do país. No melhor momento do dia, com Chicago e dólar próximo das máximas, as cotações da oleaginosa avançaram e negócios moderados foram reportados no país. Já na parte da tarde o mercado perdeu força e os agentes se distanciaram das negociações. Ainda assim, segundo rumores, pelo menos 50 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo da sessão.

RS: poucos negócios reportados e cotações avançando no estado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de junho/agosto’21, indicações nominais entre R$ 184 e R$ 185 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 180. No interior do estado, comprador indicando entre R$ 176 e R$ 177 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: cotações firmes e negócios moderados reportados no estado. Para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicação de compra até R$ 182,50 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicação de compra até R$ 175 por saca para embarque e pagamento dentro do mês de maio.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no farelo, e mistos no óleo na terça-feira. Nas posições spot, ganhos de 1,07% no grão e de 1,75% no farelo, e perdas de 0,52% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato maio/21 do grão atingiu a máxima de US$ 15,9075 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 15,77 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 17,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento jul/21 operava com ganhos de 13,75 pontos, com negócios a US$ 15,3775 por bushel.

• Em meio às preocupações com o plantio da nova safra americana, o mercado segue o desempenho positivo do milho.

• O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução de plantio das lavouras de soja. Até 2 de maio, a área plantada estava apontada em 24%. O mercado esperava o número em 25%. Na semana passada, o número estava em 8%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 21%. A média é de 11%.

• O quadro fundamental de aperto nos estoques americanos e boa demanda ajudou na sustentação. Tecnicamente, a sinalização também é positiva, colocando fundos e especuladores na ofensiva.


ARGENTINA A Argentina deve ter tempo seco predominante até sexta-feira. A previsão é da Meteorologix e foi divulgada há pouco pela agência Dow Jones. Nas províncias de Córdoba, Santa Fé e Norte de Buenos Aires, tempo seco predominante até sexta-feira. As temperaturas devem ficar perto ou abaixo do normal na terça e abaixo do normal de quarta a sexta-feira. Já nas províncias de La Pampa e Sul de Buenos Aires, tempo seco predominante até sexta-feira. As temperaturas devem ficar abaixo do normal no período.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje em alta de 0,20%, sendo negociado a R$ 5,4300 para venda. O dia foi de valorização pelo mundo da divisa norte-americana, ganhando terreno frente aos pares de economias emergentes. Internamente, os investidores seguiram incertos em relação ao Orçamento de 2021 e também ao decorrer da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia, no Senado.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax