Voltar

Informativo Diário

28/06/2021

SOJA FECHA A SEMANA COM FORTE QUEDA EM CHICAGO, PREÇOS SEGUEM REGIONALIZADOS E MERCADO CONTINUA LENTO NO PAÍS

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana travado nas diferentes praças de negociação do país. Em mais um pregão de perdas acentuadas em Chicago, a commodity encerrou com mais de 40 pontos de queda na posição julho/21 e voltou a testar a linha ao redor de US$ 13,25 por bushel. Já o câmbio chegou a subir mais de 1% ao longo do dia, porém perdeu força e permaneceu abaixo de R$ 5,00 por dólar pela quarta sessão seguida. Com isso, os preços tiveram oscilações mistas no mercado físico e os negócios permanecem limitados a volumes pouco significativos.

RS: sem registro de negócios significativos no estado e preços somente nominais. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de agosto/21, indicações nominais de compra entre R$ 148 e R$ 148,50 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 147. No interior do estado, indicações nominais entre R$ 142 e R$ 143 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: mercado pouco ofertado e cotações nominais. Para embarque e pagamento em meados de julho/agosto deste ano, indicações nominais de compra entre R$ 150 e R$ 152 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações nominais de compra na faixa de R$ 145 por saca para embarque e pagamento em meados de julho/agosto deste ano.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão e no óleo, e em alta no farelo na sexta-feira. Nas posições spot, perdas de 3,02% no grão e de 4,76% no óleo, e ganhos de 0,40% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato julho/21 do grão atingiu a máxima de US$ 13,8475 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 13,2975 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com perdas de até 29,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento agosto/21 operava com perdas de 26 pontos, com negócios a US$ 13,08 por bushel.

• Após esboçar recuperação, o mercado despencou na parte da tarde, influenciado por uma decisão da Corte Federal americana a favor das refinarias para aliviar o mandato regulatório do uso de biocombustíveis na fabricação de etanol e diesel.

• Grupos de combustíveis renováveis sofreram um golpe hoje, quando a Suprema Corte emitiu uma decisão para anular uma decisão do tribunal de apelação de 2020 que dizia que a EPA só poderia conceder isenções aos refinadores que os haviam recebido anteriormente.

• A decisão da Suprema Corte impacta as extensões de isenção de isenção do Renewable Fuel Standard (RFS) concedidas à HolylFrontier Corp. e à CVR Energy, Inc. O 10 Tribunal de Recursos do Circuito anulou as extensões de isenção concedidas sob a administração Trump, segundo informou a agência Reuters.

• Como resultado, a decisão poderia abrir a porta para mais refinarias entrarem com pedidos de isenção para uma lei federal exigindo que as refinarias aumentem os níveis de etanol e combustíveis renováveis misturados em seus produtos.

• Antes disso, o mercado esboçou recuperação com os agentes tentando se posicionar frente ao relatório de área plantada dos Estados Unidos, que será divulgado no dia 30.


CHINA A China está planejando injetar dinheiro em serviços de assistência a idosos e creches nos próximos cinco anos, conforme o governo procura lidar com o rápido envelhecimento da população e reverter a queda na taxa de natalidade. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". O plano para aumentar a oferta de serviços acessíveis foi divulgado sexta-feira pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, principal planejador econômico do país, e vem enquanto dados demográficos representam cada vez mais um risco para a segunda maior economia do mundo.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em alta de 0,63% no mercado à vista, cotado a R$ 4,9360 para venda, encerrando abaixo de R$ 5,00 pelo quarto dia seguido em sessão de forte volatilidade, com investidores locais reagindo negativamente à proposta de reforma tributária entregue hoje pela equipe econômica do governo federal ao Congresso, no qual apresenta mudanças na taxação de investimentos. Com isso, a moeda encerra a semana em queda de 2,66%.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax