Voltar

Informativo Diário

05/10/2021

SOJA RECUA PELO TERCEIRO PREGÃO SEGUIDO EM CHICAGO, RENOVA MÍNIMAS E MERCADO PERMANECE TRAVADO NO PAÍS

Na segunda-feira, o mercado interno de soja iniciou a semana travado nas principais praças de negociação do país. Ampliando perdas em Chicago, a commodity recuou pelo terceiro pregão consecutivo, atingindo menor patamar desde meados de março desse ano. Em contraponto, o câmbio avançou firmemente, limitando a queda das cotações no mercado físico. Bastante cautelosos, os agentes permanecem afastados das negociações e o foco permanece nos trabalhos de plantio.

RS: preços nominais em um mercado bastante lento. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de outubro/novembro, indicações até R$ 171 por saca CIF no melhor momento do dia. No interior do estado, indicações até R$ 167 por saca FOB para embarque e pagamento dentro do mês de setembro, também no melhor momento do dia.

PR: mercado travado em dia de cotações apenas nominais. Para embarque em fevereiro/22 e pagamento em meados de abril/22, indicações entre R$ 157,50 e R$ 158,50 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações de compra até R$ 165 por saca para embarque e pagamento em meados de outubro.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, no farelo e no óleo na segunda-feira. Nas posições spot, perdas de 0,86% no grão, de 0,89% no farelo e de 0,06% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/21 do grão atingiu a máxima de US$ 12,4775 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,3575 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com perdas de até 8,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/22 operava com perdas de 6,50 pontos, com negócios a US$ 12,58 por bushel.

• Foi a terceira sessão seguida de perdas, colocando as cotações nos menores níveis em nove meses e meio.

• O mercado ainda sente a pressão oriunda do relatório de estoques trimestrais em 1 de setembro, quando o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou um número muito acima do esperado.

• As preocupações em torno da demanda chinesa adicionaram pressão aos preços, após a representando comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, ter afirmado que vai pressionar Beijing sobre o não cumprimento das promessas feitas durante negociações com o ex-presidente americano Donald Trump.

• Para completar, a colheita avança sem maiores problemas nos Estados Unidos. O USDA vai divulgar no final da tarde o relatório semana sobre a evolução das lavouras. O mercado espera que a colheita tenha saltado de 16% para 32% na semana encerrada no domingo. A expectativa é de que 58% das lavouras estejam entre boas e excelentes condições.

• As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 844.488 toneladas na semana encerrada no dia 30 de setembro, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. O mercado esperava o número em 650 mil toneladas. Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 485.469 toneladas.


CHINA A unidade de gestão de propriedade de US$ 7 bilhões da incorporadora China Evergrande Group disse que poderia ser objeto de uma oferta de aquisição, um negócio que poderia trazer o muito necessário dinheiro para sua controladora. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". As ações da Evergrande e do seu braço de gestão, Evergrande Property Services Group Ltd., foram interrompidas em Hong Kong na segunda-feira. A subsidiária disse que a paralisação aguardava um anúncio sobre uma "informação privilegiada e uma possível oferta geral pelas ações da empresa.“


CÂMBIO O dólar comercial fechou em R$ 5,4460, com alta de 1,45%. A moeda norteamericana operou em alta durante toda a sessão, refletindo as incertezas em relação à desaceleração chinesa e a situação da Evergrande. Um acordo para o aumentar o teto da dívida, nos Estados Unidos, também é aguardado. Para o economista-chefe da Infinity Asset, Jason Vieira, "o dia está muito pesado para os emergentes, mas nós acabamos sofrendo mais por ter maior volume e ser um mercado extremamente líquido".


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax