Voltar

Informativo Diário

17/09/2021

CHICAGO E DÓLAR AVANÇAM, PREÇOS CONTINUAM FIRMES E FÍSICO SEGUE AGITADO

Na quinta-feira, o mercado interno de soja apresentou movimentação moderada nas diferentes praças de negociação do país. Com o câmbio se aproximando do patamar de R$ 5,30, os preços voltaram a subir no mercado físico, trazendo a ponta vendedora ao mercado e possibilitando melhores negócios. Em Chicago, a posição novembro segue flertando com a linha dos US$ 13,00 por bushel, contribuindo para o avanço das cotações. Rumores indicam negócios já sendo realizados na faixa de R$ 182,50 por saca CIF no porto de Paranaguá para embarque imediato e pagamento em meados de fevereiro/22.

RS: negócios moderados reportados em um mercado com preços firmes. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de outubro, indicações até R$ 178 por saca CIF. No interior do estado, indicações até R$ 173 por saca FOB para embarque e pagamento dentro do mês de setembro.

PR: cotações firmes e negócios moderados reportados no estado. Para embarque em fevereiro/22 e pagamento em meados de abril/22, indicações entre R$ 159 e R$ 160 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações de compra até R$ 172 por saca para embarque e pagamento em meados de outubro, porém sem contrapartida de venda.


CHICAGO(CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, em alta no farelo e em queda no óleo na quinta-feira. Nas posições spot, ganhos de 0,11% no grão e de 1,28% no farelo, e perdas de 2,53% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/21 do grão atingiu a máxima de US$ 13,08 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,96 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 7,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/22 operava com ganho de 0,75 ponto, com negócios a US$ 13,0850 por bushel.

• Em dia volátil, as primeiras posições encerraram em leve alta e as mais distantes recuaram.

• Os agentes optaram por consolidar uma tendência, com base em fatores técnicos e depois dos contratos baterem no maior patamar em três semanas. Sinais de demanda sustentaram algumas posições. Outras sentiram o impacto da pressão sazonal exercida pela proximidade do início da colheita nos Estados Unidos.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2021/22, com início em 1 de setembro, ficaram em 1.264.200 toneladas na semana encerrada em 9 de setembro. A China liderou as importações, com 945.200 toneladas. Para a temporada 2022/23, foram mais 2 mil toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 600 mil e 1,5 milhão de toneladas, somando-se as duas temporadas.

• Após os cancelamentos de ontem, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou uma venda de 132 mil toneladas por parte de exportadores privados para a China.


CHINA A China condenou a parceria militar anunciada ontem entre os Estados Unidos, o Reino Unido e a Austrália, afirmando que pode prejudicar os interesses deles mesmos, além de minar a paz e a estabilidade da região. "A cooperação entre os Estados Unidos, o Reino Unido e a Austrália em submarinos nucleares prejudica seriamente a paz e a estabilidade regionais, intensifica a corrida armamentista e mina os esforços internacionais de não proliferação nuclear", disse o porta-voz no ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, em coletiva de imprensa.


CÂMBIO O dólar fechou em R$ 5,2660, com alta de 0,67%. Esta elevação deve-se ao temor de uma desaceleração mais forte na China e aos índices positivos dos Estados Unidos. No âmbito interno, as já habituais incertezas fiscais continuam preocupando o mercado e enfraquecendo o real. Para o economista da Nova Futura Investimentos, Nicolas Borsoi, "os números ruins do varejo chinês, somados à notícia de que a Evergrande gigante incorporadora chinesa - está em moratória, apontam a desaceleração da China".


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax