Voltar

Informativo Diário

20/04/2021

SOJA TEM QUINTO PREGÃO CONSECUTIVO DE GANHOS, PREÇOS OSCILAM DE FORMA MISTA E COMERCIALIZAÇÃO SEGUE ARRASTADA

Na segunda-feira, o mercado interno de soja iniciou a semana lento nas diversas praças de negociação do país. Enfileirando o quinto pregão consecutivo de ganhos, a commodity chegou a operar acima do patamar de US$ 14,50 por bushel em Chicago ao longo do dia, dando sustentação aos preços no físico. Já o câmbio, no sentido oposto, teve sua quinta sessão de queda, limitando os ganhos da bolsa. Com isso, as cotações permanecem regionalizadas no mercado doméstico e somente lotes pontuais seguem sendo comercializados.

RS: dia de cotações firmes no estado em um mercado pouco movimentado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de maio/junho’21, indicações nominais entre R$ 179 e R$ 180 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 178. No interior do estado, comprador indicando entre R$ 171 e R$ 172 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: preços de estáveis a mais baixos e pouca movimentação reportada. Para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicação de compra na faixa de R$ 180,50 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicação de compra até R$ 171 por saca no disponível, porém sem contrapartida de venda.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no farelo, e mistos no óleo na segunda-feira. Nas posições spot, ganhos de 1,15% no grão e de 1,31% no farelo, e perdas de 0,10% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato maio/21 do grão atingiu a máxima de US$ 14,5450 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 14,4975 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 13,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento jul/21 operava com ganhos de 11,75 pontos, com negócios a US$ 14,3425 por bushel.

• A boa demanda nos Estados Unidos e no mercado global de óleos vegetais sustentou as cotações. O atraso do plantio inicial nos Estados Unidos pelo clima desfavorável completou o cenário positivo.

• Hoje o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai divulgar o primeiro número para a semeadura americana. O mercado aposta em um número de 3%. O relatório será divulgado às 17hs.

• As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 183.986 toneladas na semana encerrada no dia 15 de abril, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. O mercado esperava o número em 250 mil toneladas.

• Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 337.159 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado for a de 551.779 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1o de setembro, as inspeções somam 54.993.243 toneladas, contra 32.836.603 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.


CHINA Os Estados Unidos e a China concordaram em trabalhar juntos para combater as mudanças climáticas, após uma reunião entre o enviado especial norteamericano para o clima John Kerry e o enviado chinês Xie Zhenhua em Xangai. "Os Estados Unidos e a China estão empenhados em cooperar entre si e com outros países para enfrentar a crise climática, que deve ser enfrentada com a seriedade e a urgência que exige", diz o comunicado conjunto, publicado no final de semana. "Isso inclui o aprimoramento de suas respectivas ações e a cooperação em processos multilaterais, incluindo a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima e o Acordo de Paris", afirmaram, acrescentado que estão empenhados em manter o aumento da temperatura média global bem abaixo de 2 graus Celsius.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em queda de 0,57% no mercado à vista, cotado a R$ 5,5530 para venda, em sessão de forte volatilidade e amplitude em movimento local, com investidores domésticos atentos aos desdobramentos em torno do Orçamento de 2021, às vésperas de ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. Com isso, a moeda estrangeira engatou a quinta queda seguida, movimento que não acontecia desde maio do ano passado, quando o dólar recuou por seis pregões consecutivos


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax