Voltar

Informativo Diário

25/10/2021

EM DIA VOLÁTIL, PREÇOS OSCILAM DE FORMA MISTA E SOMENTE LOTES PONTUAIS SÃO COMERCIALIZADOS NO PAÍS

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana calmo nas principais praças de negociação do país. Em dia volátil, a moeda norte-americana iniciou o pregão acima do patamar de R$ 5,70, revertendo na parte da tarde e fechando perto dos R$ 5,60 por dólar. As perdas em Chicago e a fraqueza dos prêmios contribuíram para a lentidão do mercado, com os preços oscilando de forma mista e somente lotes pontuais sendo comercializados. Os trabalhos de semeadura da nova safra brasileira de soja seguem com bom avanço e atingem 35,8% da área total esperada no país.

RS: cotações nominais em um mercado calmo. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento no final do mês de novembro, indicações até R$ 177,50 por saca CIF no melhor momento do dia. No interior do estado, indicações até R$ 172,50 por saca FOB para embarque e pagamento no final do mês de novembro, também no melhor momento do dia.

PR: mercado pouco movimentado em dia de preços apenas nominais. Para embarque em fevereiro/22 e pagamento em meados de abril/22, indicações entre R$ 163 e R$ 164 por saca CIF na região portuária. Na região oeste do estado, indicações de compra até R$ 170,50 por saca para embarque e pagamento em meados de novembro.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão e no óleo, e em alta no farelo na sexta-feira. Nas posições spot, perdas de 0,29% no grão e de 0,78% no óleo, e alta de 1,05% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/21 do grão atingiu a máxima de US$ 12,3050 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,2050 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com perdas de até 9,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/22 operava com perdas de 4,25 pontos, com negócios a US$ 12,3925 por bushel.

• Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços mais baixos, mudando de direção após os ganhos iniciais. O bom avanço da colheita nos Estados Unidos reduziu os ganhos semanais para 0,23% na posição novembro.

• A pressão sobre os preços, no entanto, foi limitada pelos sinais de demanda firme pela soja americana. Os agentes destacam, principalmente, a presença dos compradores chineses recentemente.


CHINA O Grupo China Evergrande fez um pagamento de juros vencidos aos detentores de títulos internacionais, reportou o jornal estatal Securities Times, um movimento inesperado que permite à empresa imobiliária evitar um default. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". A incorporadora imobiliária chinesa na quinta-feira enviou US$ 83,5 milhões ao fiduciário pelos títulos em dólar, e essa instituição financeira, por sua vez, vai pagar os detentores dos títulos, informou o Securities Times. O jornal financeiro é administrado pelo jornal Diário do Povo, carro-chefe do Partido Comunista.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em R$ 5,6250, com queda de 0,74%. Embora a sessão tenha sido marcada pelas diversas incertezas fiscais e políticas - como os rumores de demissão do ministro da Economia, Paulo Guedes -, a fala do presidente do Jair Bolsonaro que garantiu a permanência de Guedes, fez com que a moeda norte-americana perdesse força. De acordo com o economista da Nova Futura, Nicolas Borsoi, "não é possível ter uma visibilidade do cenário neste momento. Todo mundo sabe que o governo rompeu o teto, por mais que exista um discurso político para amenizar a situação". Borsoi ainda sublinha o caráter populista dos auxílios anunciados pelo governo.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax