Voltar

Informativo Diário

11/05/2021

CHICAGO E DÓLAR FECHAM PERTO DA ESTABILIDADE E MERCADO DE SOJA INICIA A SEMANA LENTO NO PAÍS

Na segunda-feira, o mercado interno de soja iniciou a semana calmo nas principais praças de negociação do país. Com poucas novidades e com os agentes buscando posicionamento frente ao relatório de maio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a commodity encerrou praticamente estável em Chicago e os preços físicos tiveram pouca alteração. O câmbio também andou de lado, fechando com ligeiros ganhos e pouco influenciando nas cotações. Diante disso, somente lotes pontuais foram comercializados ao longo do dia no país.

RS: dia de mercado calmo e preços nominais no estado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de junho/21, indicações nominais entre R$ 181 e R$ 182 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 180. No interior do estado, comprador indicando entre R$ 175 e R$ 176 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: os preços recuaram no estado e poucos lotes foram comercializados. Para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicação de compra até R$ 180 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicação de compra até R$ 172 por saca para embarque e pagamento dentro do mês de maio.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão e no óleo, e mistos no farelo na segundafeira. Nas posições spot, perdas de 0,06% no grão e de 0,42% no óleo, e ganhos de 0,42% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato maio/21 do grão atingiu a máxima de US$ 16,27 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 16,20 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com perdas de até 20,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento jul/21 operava com perdas de 3 pontos, com negócios a US$ 15,8675 por bushel.

• Após atingir os melhores níveis em quase nove anos na semana passada, o mercado iniciou a semana realizando lucros, com os agentes buscando posicionamento frente ao relatório de maio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

• O volume de chuvas acima do esperado do final de semana, contribuindo para a evolução inicial das lavouras americanas, ajudou na correção técnica.

• As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 236.918 toneladas na semana encerrada no dia 6 de maio, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. O mercado esperava o número em 200 mil toneladas.

• Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 144.348 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado for a de 535.686 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1o de setembro, as inspeções somam 55.696.221 toneladas, contra 34.314.529 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

• Ainda hoje o USDA vai divulgar o relatório sobre as condições das lavouras americanas e sobre a evolução dos cultivos. Para o plantio da soja, o mercado espera um número de 40%. Na semana passada, a indicação ficou em 24%.


ARGENTINA A comercialização da safra 2019/20 de soja da Argentina, em 2020/21, chegou a 87% até 28 de abril. Segundo SAFRAS & Mercado, com dados do Ministério da Agricultura argentino, o volume chega a 42,429 milhões de toneladas, somando exportações e consumo da indústria, com queda de 9% ano a ano.


CÂMBIO O dia foi de muita cautela para os investidores e o reflexo disso foi numa movimentação fraca do dólar comercial frente ao real ao longo da sessão. Após muita volatilidade, a moeda norte-americana encerrou com ligeira alta de 0,07%, sendo negociada a R$ 5,2320 para venda. No campo político interno, o avanço da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia e a denúncia segundo a qual o presidente Jair Bolsonaro utilizou uma empresa estatal, a Codevasf, para comprar apoio político no Congresso somam-se a outros elementos de instabilidade para o governo, colocando em risco o avanço de reformas econômicas exigidas pelo mercado financeiro, como no caso da tributária.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax